Estes são os primeiros sinais do câncer - e eles aparecem antes do diagnóstico. - Tudo pela Cura

Estes são os primeiros sinais do câncer - e eles aparecem antes do diagnóstico.

- 10:02 AM





As unhas podem ter várias colorações e são diversas as causas para as mudanças de cor. Elas podem ser vermelhas, roxas, marrons, negras, amarelas, esverdeadas e ter manchas brancas.

Vamos entender melhor sobre esse assunto?

Quando eu era criança, vez ou outra, surgia uma mancha branca puntiforme na minha unha. As minhas tias-avós falavam que era o sinal de que eu ia ganhar um presente. Toda vez que elas surgiam eu ficava feliz. Hoje, eu sei que o motivo daquelas “manchinhas” brancas eram pequenos traumatismos.


Manchas​ ​brancas

Manchas brancas pequenas e puntiformes ocorrem comumente em crianças de forma esporádica e transitória e também após cuidados exagerados na manicure em mulheres adultas. Porém, manchas brancas mais extensas e que não regridem em poucos dias ou semanas podem estar relacionadas a outras patologias como alopecia areata (pela perda de cabelos ou de pelos em áreas do couro cabeludo ou de outras partes do corpo), anomalias congênitas, onicomicose (conhecida popularmente como micose de unha​), doenças renais ou hepáticas.


Manchas​ ​vermelhas

As manchas vermelhas podem ser divididas basicamente em eritroníquia e lúnula vermelha. A eritroníquia é caracterizada por faixas vermelhas longitudinais na unha. A presença de várias faixas vermelhas paralelas indica inflamação na matriz ungueal (local onde a unha é produzida). Já uma faixa única vermelha, em geral, se deve a tumores benignos que crescem debaixo da unha, por exemplo, o onicopapiloma. A lúnula é aquele desenho em forma de meia lua, de cor branca, que fica na parte proximal da unha. Manchas vermelhas na lúnula podem estar relacionadas a artrite reumatoide, lúpus, insuficiência cardíaca, cirrose hepática, intoxicação por monóxido de carbono, líquen plano e alopecia areata, entre

outros.



Manchas​ ​roxas

As manchas roxas podem ser evidenciadas após trauma na unha e também em atletas corredores ou jogadores de futebol que sofrem pressão repetitiva e frequente em determinada unha. Qualquer pessoa com mancha roxa, marrom ou enegrecida nas unhas sem história de trauma prévio precisa procurar um dermatologista para excluir a possibilidade de melanoma ungueal, um tumor agressivo que deve ser diagnosticado precocemente. Unhas que não clarearam algumas semanas após o trauma também devem receber avaliação especializada. Pacientes em uso de anticoagulantes podem apresentar hemorragias nas unhas sem trauma aparente.


Outros

A presença de melanina (pigmento marrom) dentro da unha é chamada de melanoníquia. Esta se apresenta como linhas marrons em faixas de orientação longitudinal, e mais raramente afetam toda a unha. A causa mais frequente desse tipo de alteração na cor das unhas é étnica, principalmente nos indivíduos afrodescendentes. Outras causas são uso de medicamentos, traumas ou doenças sistêmicas. Todos os pacientes com melanoníquia devem ser avaliados e acompanhados por um dermatologista, principalmente quando apenas uma unha é afetada, a fim de se excluir a possibilidade de melanoma. As unhas podem se tornar amarelas por coloração exógena (externa) ou endógena (interna). Fatores externos incluem impregnação por determinados esmaltes, que, mesmo depois de removidos, deixam a unha manchada, corantes têxteis, bicromato de potássio e herbicidas.


Quando a causa é interna, concomitante à coloração amarelada, as unhas apresentam-se grossas, endurecidas, com alteração importante na curvatura e ausência de cutículas. Esses achados podem ser vistos em pessoas com alterações linfáticas, respiratórias e, mais raramente, podem estar associados à malignidade interna. A coloração esverdeada das unhas se deve a um pigmento chamado piocianina. Ele indica a colonização da unha por uma bactéria, a pseudomonas, geralmente presente em pessoas que apresentam inflamação crônica da borda ao redor da unha chamada de paroníquia

crônica. O contato frequente com água e o tabagismo podem estar relacionados ao quadro. As alterações de coloração nas unhas podem corresponder a muitas doenças ou outras situações. Sua unha está com a coloração alterada?

Fonte: TEMPO



    FOTO DESMOTRATIVA 


A presença de alterações nas unhas pode ocorrer por um processo de envelhecimento natural ou alguma lesão como pancadas, mas também pode ser sinal de alguns problemas de saúde, como deficiência de vitaminas, alterações hormonais, infecções por fungos, diabetes, doenças do coração e pulmões ou, até mesmo, câncer.

Os sintomas do câncer são tão sutis que dificilmente podemos detectá-los.
as eles aparecem, na maioria das vezes, muito antes do diagnóstico.
Por isso, sempre que você perceber algo estranho em seu corpo, procure um médico.

Afinal, o paciente pode aumentar suas chances de recuperação se o câncer for descoberto e tratado logo no início.

Trouxemos sintomas que, se surgirem em nosso corpo, devem ser investigados imediatamente, porque podem ser um sinal de câncer:

1. Febre


Geralmente ela aparece quando o corpo está com alguma infecção.
No entanto, ela pode surgir sem nenhum motivo aparente e desaparecer quando menos esperamos.
Isso pode ser sinal de leucemia.

O que acontece é que os glóbulos brancos cancerosos modificam o sistema, atacam as células sanguíneas e, por consequência, deixam falsos sinais que causam febre.

2. Dor nas articulações

Excesso de peso e de atividade física causa esse tipo de dor.
Além disso, lesões e uma brusca mudança climática também são fatores que provocam dor nas articulações.
No entanto, se a dor aparecer sem nenhuma dessas causas, atenção: pode ser sinal de câncer ósseo.


3. Alterações nos seios

Não pense que apenas as mulheres devem fazer o exame nos peitos, os homens também.
É bom sempre apalpar os seios, mamilos e a área das axilas.
Qualquer saliência, mudança de cor ou de temperatura pode ser sinal de câncer de mama.

4. Perda de peso

Se não for causado por estresse ou até mesmo planejado, a perda de peso de maneira rápida e sem esforço pode ser algum tipo de câncer afetando o organismo.





5. Alterações nas unhas


Alterações inexplicáveis ​​nas unhas podem ser um sinal de vários tipos de câncer.
Uma faixa ou ponto marrom na unha pode indicar câncer de pele.
Unhas que se curvam para baixo podem ser um sinal de câncer de pulmão.
Unhas pálidas ou brancas podem indicar a existência de câncer hepático.




6. Inchaço dos gânglios linfáticos ou caroços no pescoço, nas axilas ou na virilha

Tudo isso indica mudanças no sistema linfático, que pode ser um sinal de câncer.

7. Tosse sem motivo aparente

Se não é alergia, gripe, mudança climática nem resultado de fumo, então a tosse frequente pode ser sintoma de um estágio inicial de câncer.
O corpo tenta expulsar pelas vias respiratórias, algo tóxico no pulmão, laringe ou garganta.

8. Problemas no estômago

A distensão abdominal afeta 10% da população e provavelmente ocorre devido ao tipo de dieta.
Além disso, outro fator que ocasiona desconforto nessa região são os sintomas pré-menstruais.
No entanto, se você perceber que já se passaram dez dias e o incômodo não saiu, então pode ser câncer no ovário.
Atenção principalmente à hemorragia durante esse período.
Não deixe de procurar um médico.

9. Sangramento fora da data

O período menstrual irregular é comum, mas quando acontece esporadicamente.
Entretanto, se for a cada mês, procure um médico especialista.
Isso pode ser câncer de útero ou de endométrio.

10. Contusões

Se seu corpo começar a apresentar hematomas frequentes sem nenhum motivo aparente e eles demorarem a cicatrizar, pode ser indícios de leucemia.
Ou seja, o sangue tem dificuldades em transportar o oxigênio e coagular.

IMPORTANTE

Como dissemos acima, o texto lista alguns sinais que "podem ser" o indicativo de um câncer.
Portanto, se você tiver um ou mais desses sinais, não fique preocupado(a).
Afinal, esses sintomas também podem ocorrer em outras doenças.

A matéria serve como alerta para que as pessoas fiquem atentas a esses sinais e, assim, no caso de ter um ou mais deles, investiguem junto ao médico

Fonte: curapelanatureza






Advertisement