Erva-cidreira: remédio natural para combater 5 doenças.

- fevereiro 13, 2019


A erva-cidreira, ou Melissa officianalis, é da mesma família da hortelã e do boldo, sendo classificada em três subtipos. Ela possui ação diurética, auxilia nos casos de insônia, ansiedade e atua também reduzindo o estresse e os quadros leves de depressão.

Da mesma forma que as outras plantas do seu gênero, serve também para atenuar as cólicas intestinais. Seu chá é rico em substâncias poderosas no combate às toxinas do organismo e essa ação antioxidante é importante para evitar o envelhecimento e doenças infecciosas.

Além disso, elas são uma grande fonte de vitaminas A e C e de minerais como potássio, cálcio, magnésio, fósforo, manganês, cobre, zinco e ferro.

Aqui você encontra: [mostrar]

Tipos
erva-cidreira tipos
Crédito: Wikimedia Commons
Muito similares, as cidreiras são confundidas frequentemente, dado o aroma e sabores parecidos. Isso acontece porque ambas são ricas em pineol, geraniol e citral. Conheça as três cidreiras:

1. Melissa oficinalis
Tendo origem na Ásia, é muito parecida com a folha da hortelã, essa é a erva-cidreira verdadeira, muito utilizada para fazer remédios naturais, como o chá para baixar a febre.

2. Lipia alba
Nativa da américa do Sul, sendo também conhecida como melissa brasileira, ela tem galhos mais longos, com folhas mais espalhadas, peludas e menores, com flores na tonalidade rosa.

3. Cymbopogon citratus
Originário da Índia, o capim limão ou capim santo tem as folhas alongadas, parecendo exatamente um capim. Seu aroma é marcante e as bordas das folhas podem cortar dedos desatentos.



Veja melhor as diferenças nesse vídeo do Globo Rural

Benefícios para a saúde

1. Reduz os problemas estomacais
A erva-cidreira foi usada, durante muito tempo, para aliviar os efeitos dos problemas gástricos e estomacais.

Ela tem uma ação antiespasmódica que beneficia o organismo que esteja sofrendo por danos internos ou até mesmo devido ao estresse.

2. Diminui os gases e cólicas
A planta ajuda na diminuição de gases e cólicas menstruais, uma vez que atua no relaxamento dos tecidos internos e no processamento dos alimentos.

3. Fortalece o sistema imunológico
A erva-cidreira ajuda a fortalecer os sistemas vitais e responsáveis pelas defesas do organismo, como o digestivo, respiratório e nervoso.

Ele é um grande aliado do corpo, restabelecendo a saúde e evitando a contração de doenças.

4. Reduz a pressão arterial
A sabedoria popular diz que a erva-cidreira é ótima para reduzir a pressão arterial, uma vez que ajuda a dilatar os vasos e afinar o sangue.

5. É inimiga do colesterol “ruim”
A planta possui uma grande ação antioxidante e ajuda a baixar a taxa de colesterol “ruim” no corpo. Além disso, ajuda na produção do colesterol bom, o HDL.

Como usar
erva-cidreira como usar
Crédito: Decoração e Plantas
Você pode fazer um chá ou até mesmo suco com as folhas. Veja as receitas!



Chá
Ingredientes

Erva-cidreira: 10 folhas;
Água: 500 ml.

Modo de preparo

Lave as folhas cuidadosamente, sem quebrar;
Coloque a água para ferver;
Assim que levantar fervura, desligue;
Coloque as ervas e tampe;
Deixe em infusão até amornar;
Coe e beba.
Para fazer o suco, basta dobrar a concentração de folhas e deixar esfriar completamente. Depois de frio, coe, adicione mais 500 ml de água gelada e bata no liquidificador. Esprema um limão e beba.

Contraindicações e cuidados a ter
Apesar de ter muitas qualidades, a erva-cidreira deve ser evitada por gestantes, principalmente se em grandes quantidades, pois pode adiantar o parto do bebê, dada sua capacidade de relaxamento muscular.

Pessoas com hipotireoidismo também devem evitá-la, assim como as que sofrem com pressão baixa ou alérgicas a qualquer componente.

Como plantar
erva-cidreira como plantar

Crédito: Wikimedia Commons

Fácil de cultivar, essa é uma erva que gosta de sol pleno, precisando regar moderadamente, todos os dias.

Para plantar, siga o passo a passo:

Corte um galho grosso de uma matriz;
Ele deve ter a espessura de um dedo, aproximadamente;
Certifique-se de que ele tem ao menos 30 cm;
Prepare um vaso com pedras no fundo;
Coloque ⅔ de terra com húmus de minhoca e ⅓ de areia, para aumentar a drenagem;
Pegue o galho, sem as folhas, e coloque deitado no vaso, cobrindo com uma camada de aproximadamente dois dedos de terra;
Ele irá enraizar e começar a dar os primeiros brotos em aproximadamente 15 dias;
Você pode plantá-la diretamente no solo, usar uma muda já pronta ou até mesmo plantar a semente.
Lembre-se de que, apesar de ser um remédio natural, ela pode ter contraindicações, sendo o seu uso recomendado apenas com acompanhamento médico.

Com um cheirinho delicioso, também é possível fazer um sabonete. Veja no vídeo:

Advertisement