Quem diria ... Café pode combater o mal de Parkinson e degeneração cerebral

- abril 25, 2019




Uma recente pesquisa constatou que o café tem uma substância que não é muito conhecida, e que juntamente com a cafeína, traz benefícios para o organismo. A substância se chama EHT e, em concomitância com a cafeína, pode nos proteger da degeneração cerebral. Saiba mais sobre este estudo e os efeitos destas duas substâncias no nosso organismo.




Cafeína e EHT
Existe um composto presente no café que, junto com a cafeína, pode prevenir e combater o Mal de Parkinson e a Demência com Corpos de Lewy (DCL) - duas doenças progressivas, e ainda incuráveis, associadas à degeneração cerebral.


A descoberta, feita pela pesquisadora M. Maral Mouradian e seus colegas da Universidade Rutgers (EUA), aponta que esses dois compostos em combinação podem ser uma alternativa aos tratamentos para retardar e combater a degeneração cerebral.



Investigações científicas anteriores constataram que beber café pode ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento das doenças de Parkinson e Alzheimer.

A cafeína, substância contida no café, já é um princípio bem estudado pela ciência, porém os grãos do café contêm mais de mil outros compostos que são menos conhecidos e destacados.



M. Maral Mouradian centralizou a pesquisa em um derivado de ácido graxo do neurotransmissor serotonina, chamado EHT (Eicosanoil-5-hidroxitriptamida), encontrado no revestimento ceroso do grão de café. Ela descobriu que o EHT tem propriedade de proteger o cérebro do acúmulo anormal de proteínas associadas à doença de Parkinson e à Demência em Corpos de Lewy.



A equipe desta pesquisa buscou saber se o EHT e a cafeína poderiam atuar em conjunto para aumentar a proteção cerebral e descobriram que os dois compostos, juntos, acentuam a ação de um catalisador que contribui para a prevenção do acúmulo de proteínas prejudiciais ao cérebro.



Essa pesquisa então sugere que a combinação de EHT e cafeína pode retardar ou interromper o avanço dessas doenças degenerativas.

Os tratamentos atuais que existem para a doença de Parkinson, apenas tratam os sintomas, mas não protegem e combatem a degeneração cerebral.



Segundo Maral Mouradian, são necessárias mais pesquisas para confirmar a quantidade e a proporção adequadas de EHT e cafeína, para se alcançar bons resultados no tratamento destas doenças.


Café, um aliado para  nossa saúde
Além desse estudo, existem várias outras pesquisas que revelam e ressaltam os benefícios de outros componentes que fazem parte da composição do café, além da cafeína, que é a mais conhecida e difundida.



Com todos estes apontamentos, temos mais uma razão para tomar nosso bom e velho cafezinho, sem exageros, é claro!

Via: Green Me

Advertisement