6 remédios naturais para eliminar os sintomas da asma.

- 7:22 AM


Estes remédios caseiros são ótimos para o aparelho respiratório e ajudam a combater os sintomas da asma.

Você tem crises de asma?

Conhece alguém que sofre com o problema?

Pois é preciso ficar alerta aos sintomas: tosse – muitas vezes piora à noite ou no início da manhã; chiado – um assobio chocalhando, ou som estridente a cada respiração; aperto no peito – pode parecer que algo está pressionando seu peito ou apertando você; falta de ar – ou você não consegue ar suficiente ou não pode soltá-lo.

A inflamação crônica das vias respiratórias, conhecida como asma ou bronquite asmática, atinge cerca de 235 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

No Brasil, mais de 20% da população sofre com a doença, segundo dados do Ministério da Saúde.

As causas ainda são uma polêmica, mas especialistas acreditam que o responsável pelo desencadeamento da doença é uma combinação de irritantes ambientais e predisposição genética.

Além disso, existem alguns fatores de risco que tornam certas pessoas mais propensas a ter asma, como história familiar; infecções respiratórias; alergias; exposição a irritantes ambientais, como pelos de animais, poluição, fumaça de cigarro, produtos químicos e toxinas; obesidade.

Para diminuir os sintomas da asma, você pode recorrer a alguns remédios naturais.

Normalmente, a medicina alopática trata os sintomas da asma com inaladores de esteroides e broncodilatadores.

Eles ajudam a reduzir rapidamente a inflamação porque abrem as vias aéreas, mas possuem alguns efeitos colaterais.

Então, vale tentar as opções naturais de tratamento:

Faça exercícios de forma moderada
Exercícios intensos podem piorar os sintomas da asma, mas exercícios moderados ou leves podem ajudar a fortalecer os pulmões e reduzir a inflamação.

Uma boa opção é natação.

Mas antes de começar consulte o seu médico.

Reduza irritantes ambientais

Não fume
Use um filtro de ar em sua casa ou no local de trabalho
Use produtos de limpeza naturais e produtos para o corpo (em vez de produtos químicos)
Considere livrar-se de tapetes ou carpetes
Limpe (o pó) da casa frequentemente
Diminua o estresse

Pesquisas mostram que a asma tem um gatilho psicológico.

Então, evite o estresse.

Exercícios respiratórios podem reduzir os sintomas da asma em muitos pacientes.

Além disso, uma revisão científica descobriu que a meditação pode ser benéfica para quem sofre de asma.

Use óleos essenciais

Óleos essenciais podem ser um ótimo remédio natural para asma:

Hortelã – pimenta – pode ajudar a impedir a liberação de histamina e  acalmar as vias aéreas inflamadas.

Lavanda, eucalipto, tea tree e camomila romana – são óleos anti-inflamatórios e, por isso, podem reduzir a inflamação.

Trate-se com ervas medicinais

As plantas medicinais são outra maneira de tratar os sintomas da asma sem os efeitos colaterais dos esteroides.

Aqui está um ótimo remédio caseiro à base de plantas medicinais:

Ingredientes:

1 xícara (chá) de mel puro
4 fatias de abacaxi em rodelas finas
3 beterrabas descascadas e picadas
1 coração de bananeira (mangará) bem lavado
4 colheres (sopa) de açúcar mascavo

Modo de preparo:

Coloque numa vasilha as fatias de abacaxi, a beterraba picada, o coração de bananeira e o açúcar mascavo.

Coloque uma peneira sobre a vasilha e despeje o mel.

Deixe escorrer e descansar por 12 horas.

Pegue o melado que se formou e ferva em fogo médio, durante 20 minutos.

Espere esfriar e coloque-o no recipiente de vidro para levar à geladeira.

Tome uma colher (sopa) a cada 8 horas durante os períodos de crise.

Mude sua dieta

A dieta é uma das coisas mais importantes para fortalecer a saúde como um todo.

Uma dieta rica em nutrientes, antioxidantes e outros compostos anti-inflamatórios pode ajudar a evitar a resposta inflamatória que a asma pode criar.

Bons nutrientes para incluir na dieta são os seguintes:

Vitamina C (frutas cítricas)
Carotenoides (cenoura, pimentões e tomate)
Folato (alface, brócolis, espinafre, salsa)
Magnésio (chocolate amargo, abacate, nozes)
Ácidos graxos ômega 3 (sardinha, cavala, bacalhau)
Sulforafano (vegetais crucíferos como brócolis e repolho)

Via: curapelanatureza
Advertisement