Mangostão: saiba todos os benefícios desta fruta e como usar.

- 8:28 AM


Mangostão

Já ouviu falar da fruta chamada mangostim (em português brasileiro) ou mangostão (português europeu)?

Se nunca ouviu falar, vale a pena saber mais sobre essa fruta encontrada principalmente no Norte e Nordeste do Brasil, rica em nutrientes e cheia de propriedades benéficas para nossa saúde.

Confira s seguir e saiba como consumi-la!

Índice

Características do Mangostim
Origem do Mangostim
Propriedades e Benefícios do Mangostim
Antioxidante
Anticancerígena
Anti-inflamatória
Cardioprotetora
Fortalece o Sistema imunológico
Antidiabética
Mantém a Pele saudável
Ajuda na Perda de peso
É digestiva
Alivia sintomas do ciclo menstrual
Cicatrizante
Contraindicações e Precauções
Formas de Uso
Receita do suco de mangostim
Como plantar mangostim
Características do Mangostim
O mangostim (Garcinia mangostana L.) é uma fruta originária de uma árvore tropical que pode alcançar 10 metros de altura.

Essa árvore é constituída por folhas grandes, duras, de coloração verde-escura e brilhante, com flores vistosas, de coloração vermelho-escura.


O fruto dessa árvore é redondo, com uma cor que varia entre o vermelho ao castanho-escuro, com casca espessa, polpa mole e suculenta, que envolve uma única semente oleaginosa de textura lisa e firme.

O tamanho desse fruto varia de de 6 a 8 centímetros de diâmetro.

A frutificação da árvore do mangostim ocorre entre fevereiro e abril.

Origem do Mangostim
O mangostim é originário da região tropical do sudeste asiático, principalmente Tailândia, Malásia e ilhas da Indonésia.

A fruta foi trazida ao Brasil na década de 1940, sendo inicialmente cultivada no Pará. Com o tempo seu cultivo se ampliou para o litoral da Bahia e oeste do estado de São Paulo.

Propriedades e Benefícios do Mangostim
Agora saiba mais sobre as saudáveis propriedades dessa fruta e os benefícios que ela traz para a saúde:

Antioxidante
Devido à sua propriedade antioxidante, o mangostim desacelera o envelhecimento e evita doenças degenerativas, cardiovasculares, câncer e deterioração física e mental.

Anticancerígena
As xantonas presentes no mangostim inibem o crescimento de células cancerígenas.

Anti-inflamatória
Faz muitos anos, que em países do Sudeste Asiático, o mangostim vem sendo usado como anti-inflamatório.

O extrato dessa fruta inibe a liberação de histamina e prostaglandinas que causam inflamação no corpo humano.

Cardioprotetora
O mangostim reduz o risco de acidente vascular cerebral ou infarto do miocárdio, isso se deve ao seu efeito protetor cardíaco decorrente da ação antioxidante no tecido vascular cardíaco e cerebral.

Além disso, este fruto contém altos níveis de magnésio, nutriente que regula a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Fortalece o Sistema imunológico
Por ser um fruto rico em diversos nutrientes, minerais, vitaminas e xantonas, ativa o sistema imunológico, protegendo o corpo de doenças.

Antidiabética
Essa fruta é eficaz na manutenção dos níveis de açúcar no sangue, auxiliando assim, o controle da glicemia em diabéticos.

Mantém a Pele saudável
Por conta de suas propriedades hidratantes e desinfetantes previne inflamação, envelhecimento, eczema, acne, alergias e infecções bacterianas na pele.

Ajuda na Perda de peso
O mangostim é uma fruta de baixo valor calórico e com alto teor de fibras, aliado com as vitaminas do complexo B, mantendo assim o corpo em forma de maneira segura.

É digestiva
Por conter fibras, o mangostim ajuda a melhorar o sistema digestivo, sanando distúrbios do estômago.


A polpa dessa fruta e a casca são eficazes para problemas como diarreia e disenteria.

Alivia sintomas do ciclo menstrual
As raízes do mangostim ajudam na regulação do ciclo menstrual em mulheres.

Cicatrizante
O mangostim pode ser utilizado como uma bebida medicinal para a desinflamação e cicatrização de feridas.

Essa bebida medicinal pode ser preparada pela fervura das folhas e da casca da árvore.

Contraindicações e Precauções
Não há relatos de contraindicações ou toxicidades até o momento, entretanto, se for utilizar o mangostim para fins medicinais consulte o médico para avaliar possíveis interações medicamentosas e saber dosá-lo e aliá-lo ao tratamento.

Mulheres grávidas ou em amamentação é recomendável evitar fazer uso do mangostim para fins de tratamento medicinal.

OBSERVAÇÃO: Como tudo na vida, o uso abusivo do mangostim pode desencadear reações alérgicas e distúrbios orgânicos.

Formas de Uso
Em algumas regiões asiáticas, a casca é utilizada no preparo de chás para tratar diarreia e gonorreia.

O uso de pomada formulada com esta fruta trata de problemas como a acne, por exemplo.

Na forma de Extrato seco (10%), em pó, chá ou cápsulas, a dosagem recomendada é de 600 mg ao dia.

O fruto pode ser consumido ao natural ou utilizado no preparo de sucos, compotas, doces e tortas.

A polpa pode ser enlatada, congelada e desidratada.

Para consumir essa fruta ao natural deve-se parti-la com a mão ou cortá-la ao meio com uma faca, em seguida, remove-se a polpa com a ajuda de uma colher.

Receita do suco de mangostim
O suco dessa fruta, além de nutritivo, ajuda a manter a forma. Aprenda como prepará-lo seguindo esta receita:

Ingredientes:

200 ml de água
3 pedaços de mangostim
melado de cana ou açúcar demerara a gosto
Modo de preparo:

Primeiramente, lave bem a fruta

Abra o mangostim e coloque no liquidificador com casca, bata até ficar bem consistente.
Em seguida, Introduza os outros ingredientes e bata mais ainda, até a mistura ficar bem homogênea.
Caso queira aproveitar mais os nutrientes e as fibras da fruta, não coe.
Coloque o suco na geladeira e deguste a vontade!
Como plantar mangostim
A propagação dessa árvore pode ser feita por meio de sementes ou mudas.

O mangostim deve ser cultivado em condições de altas temperaturas.


A temperatura ideal para cultivo do mangostim é entre 25 °C e 35 °C, com umidade relativa acima de 80%.

Essa árvore leva entre 8 a 15 anos para frutificar.

O ideal para o plantio do mangostim é que seja feito entre outras plantas que façam sombra durante a sua fase inicial de desenvolvimento.

O espaçamento deve ser entre 11 a 12 metros e o preparo do solo deve ser feito com matéria orgânica (adubo), cerca de trinta dias antes do plantio.

A árvore aprecia clima quente e úmido, ou seja, calor em combinação com chuvas ao longo do ano.

É recomendável espalhar palhas ou cascas de coco ao redor do tronco para reter o excesso de umidade, caso seja necessário.

Agora que já tem todas essas informações sobre essa fruta, que tal experimentar seu delicado sabor e usufruir de suas propriedades nutritivas e benéficas?

Via: greenme
Advertisement