Chá de picão-preto: controla diabetes, alivia hemorroidas e protege fígado.

- 10:50 AM




O chá de picão-preto possui várias propriedades medicinais, tais como ação anti-inflamatória, diurética, antioxidante e antidiabética.


As plantas medicinais já se mostraram excelentes remédios naturais para inúmeras patologias.

 O picão-preto, por exemplo, é uma planta que pode ser usada para vários tratamentos, porém é pouca conhecida como remédio.

Ele é usado na produção e chás e também na fabricação de muitos remédios de origem natural.

O picão é uma erva que cresce em locais espaçosos e silenciosos, sendo encontrado em terrenos baldios em quase todas as regiões brasileiras.

Todavia, em muitos lugares é conhecido como uma erva daninha.

Esta planta não é apenas conhecida por seu nome de origem ou pelo mais popular de todos.

Ele também é identificado por outras denominações, variando de região para região.

Alguns desses nomes são:

Erva-picão
Carrapicho
Piolho-de-padre
Picão-do-campo
Macela-do-campo
Carrapicho-agulha
O picão possui várias propriedades medicinais, tais como ação anti-inflamatória, diurética, antioxidante e antidiabética.



Confira seus principais benefícios:

Melhora o sistema imunológico
O chá de picão ajuda a fortalecer o sistema imunológico, prevenindo inflamações e infecções.

Além disso, age contra alergias de contato, ou seja, quando a pessoa alérgica tem contato com o que lhe causa alergia.

Por exemplo, há indivíduos que têm alergia a pelo de gato ou outros animais.

Ao tomar o chá de picão, ele atua diretamente no sistema imunológico e evita o processo alérgico.

Combate o inchaço
O chá de picão contém propriedades diuréticas, contribuindo para a eliminação de água no organismo.

Desse modo, ele pode ser usado no tratamento contra a retenção de líquidos e no combate ao inchaço.

Ação antioxidante
O chá de picão também é rico em propriedades antioxidantes.

Portanto, suas propriedades ajudam a combater os radicais livres presentes no organismo.

Esses radicais livres são prejudiciais para a saúde, pois podem desenvolver doenças perigosas e envelhecimento precoce.

Tratamento de icterícia


Esta erva pode ser um bom remédio natural para o tratamento de icterícia.

Esta condição é causada pelo aumento de bilirrubina, uma substância amarelada encontrada na bile, que permanece no plasma sanguíneo até ser eliminada na urina.

No organismo, ela é caracterizada pelo surgimento de uma coloração amarela na pele, nas membranas mucosas ou nos olhos.

Porém, segundo a Agência de Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o picão só deve ser usado para esse tratamento desde que situações graves tenham sido descartadas por um médico.


Trata picadas de insetos e hemorroidas
O chá de picão também pode ser utilizado para ajudar na recuperação de assaduras e irritações provenientes de picadas de insetos.

Além disso, a compressa feita com o chá também pode ser aplicada em casos de úlceras e hemorroidas.

Você deve esperar o chá ficar morno – a ponto de não se queimar – coar, umedecer um pano e colocar no local afetado.

Saúde respiratória
Este chá auxilia na limpeza dos seios nasais, com a higienização de vias aéreas que estão congestionadas.

Desse modo, ajuda a eliminar a tosse que permanece após o término de uma gripe ou resfriado.

Protege o fígado
Esta planta possui propriedades hepatoprotetoras, o que proporciona ação protetora para o fígado.

O chá dessa erva contribui para o equilíbrio e a desintoxicação do órgão.

Diminui o açúcar no sangue
O picão é conhecido como uma planta hipoglicemiante, ou seja, ajuda a diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Porém, antes de iniciar o consumo do chá para esse fim, é recomendado consultar um médico.

Isso porque, se o paciente já segue um tratamento com medicamentos, o chá de picão pode deixar as taxas de açúcar baixas demais.

Outros benefícios do picão
O picão-preto também ajuda no tratamento de:

Tosse
Hepatite
Faringite
Amigdalite
Dor de garganta
Cólica menstrual
Dor de estômago
Úlceras gástricas
Infecções urinárias
Inflamações como reumatismo
Chá de picão
Ingredientes:

3 colheres (sopa) de picão seco (folhas, flores e sementes)
1 litro de água
Observação: Você pode colher o picão direto da natureza ou também é possível comprá-lo em lojas de produtos naturais.

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela e leve ao fogo.

Adicione o picão e espere atingir o ponto de fervura.

Quando isso acontecer, desligue o fogo, tampe a panela e deixe abafando por dez minutos.

Em seguida, coe e consuma.

O recomendado é a ingestão de duas xícaras ao dia.

Porém, não deve ser consumido por mais de 15 dias seguidos.

Portanto, caso queira continuar o consumo, faça uma pausa de 15 dias e retome após esse período.

Em caso de aparecimento de reações adversas, suspenda o uso e consulte um médico imediatamente.

No tratamento de garganta inflamada, amigdalite ou faringite, prepare o chá, deixe esfriar e faça gargarejos três vezes por dia.

Para dor muscular, reumatismo e hemorroidas, prepare a infusão, deixe chegar ao ponto de morno.

Na sequência, umedeça gazes limpas ou tecido e aplique em forma de compressa no local dolorido ou afetado.

Curiosidades
Segundo estudo da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – PPGPV/UFVJM, os nativos da Amazônia usam o picão-preto para tratar doenças do fígado e malária.

De acordo com a pesquisa, isso se dá devido à presença de poliacetilenos e flavonoides.

Na Amazônia Peruana, a planta é utilizada no tratamento das seguintes patologias:

Afta bucal
Angina
Diabetes
Desordens menstruais
Disenteria
Dismenorreia
Conjuntivite
Edemas
Hepatites
Icterícia
Laringite
Verminoses
Febre aftosa em bovinos
No caso dos indígenas, segundo o estudo, o picão-preto é utilizado para o tratamento de:

Dores de dente (principalmente a raiz)
Inflamação da garganta
Retenção de líquido
Lacerações
Alívio de calafrios
Blenorragia
Leucorreia
Tonsilites
Infecções urinárias e vaginais
Cuidados
O picão não deve ser consumido por gestantes, pessoas alérgicas ou sensíveis à cafeína.

Além disso, mulheres em fase de amamentação e crianças menores de 12 anos devem consultar um médico antes de fazer o uso do chá de picão.

Vale lembrar também que essa planta não substitui nenhum tratamento com medicamento.

Por isso, sempre que for consumir este chá, peça orientação do seu médico.

Embora o picão-preto possua muitos benefícios para a saúde, seu consumo irregular pode interferir em algum tratamento que você esteja fazendo.


Via:Cura Pela Natureza
Advertisement