9 sinais da andropausa, a menopausa dos homens. - Tudo pela Cura

9 sinais da andropausa, a menopausa dos homens.

- 6:18 PM


 


Chá e xarope de guaco: alivia gripe, tosse, asma, bronquite e rouquidão
Por
Rafael Ólika


O guaco possui efeito expectorante e broncodilatador, por isso, ajuda no tratamento de problemas respiratórios.

 
Com a mudança da temperatura, a nossa imunidade cai e, com isso, ficamos mais suscetíveis a sofrer com os problemas respiratórios.

Mas podemos contar com uma planta que possui propriedades medicinais importantes para desobstruir as vias aéreas.

Trata-se do guaco, também conhecido como cipó-catinga, erva-de-bruxa e erva-de-cobra, dependendo da região.

Segundo estudo da Universidade Estadual do Centro-Oeste, de Guarapuava-PR, o guaco é rico em cumarina, princípio ativo que faz da planta um potente fitoterápico.

[SIGA O CANAL DO CURA PELA NATUREZA NO TELEGRAM]
Devido a essa substância, possui ação broncodilatadora, expectorante, anti-inflamatórias, antipirética e antioxidante. 

 Powered by FatChilli Ads
Por isso, alivia quadros de gripe, resfriado, tosse, asma, bronquite, rouquidão, garganta inflamada e outras doenças respiratórias.

Além disso, evita alergias, ajuda no funcionamento do intestino, combate o inchaço e contribui para a saúde da pele.

Como consumir o guaco 
A principal forma de consumo do guaco é em chá, mas também é possível fazer xarope.

Chá de guaco
O consumo do chá de guaco é recomendado principalmente no inverno, época em que a gripe e o resfriado atacam com mais frequência.

VOCÊ PODE GOSTAR
Mgid
Mgid

Mulher perde 34kg em 1 mês apenas usando isso!
Spirosana

Mãe solteira de São Paulo vive vida de luxo após uma única aposta
Grand Mondial Casino

Nunca ganhei dinheiro em nenhum outro cassino até agora
Grand Mondial Casino

Basta 1 xícara disto antes de dormir para perder 17kg em 21 dias
Spirosana
Ingredientes:
2 colheres de sopa de folha de guaco
500 ml de água
1 colher (sobremesa) de mel – opcional
Modo de preparo e consumo:
Ferva a água e,em seguida, adicione as folhas de guaco,que podem ser frescas ou secas .

Tampe o recipiente e deixe em infusão por 15 minutos, até ficar morno.

Depois, adoce com mel, caso queira, e tome na sequência – recomenda-se uma ou duas xícaras por dia e não ultrapassar 30 dias.

Para o tratamento de inflamação na boca e faringe o indicado é bochechos com o chá morno três vezes ao dia e depois massagear a região da garganta. 

Xarope de guaco
O xarope de guaco ajuda a aliviar as crises de tosse, asma, bronquite e garante uma respiração tranquila.

Ingredientes:
10 folhas de guaco socadas
2 limões cortados em fatias
5 colheres(sopa) de açúcar
5 colheres (sopa) de mel
500 ml de água
Observação: o guaco é encontrado em lojas de produtos naturais e também, muitas tem plantado no quintal de casa.

Modo de preparo e consumo:
Coloque o açúcar em uma panela e leve ao fogo médio para derreter, formando um caramelo – cuide para não queimar.

Em seguida adicione a água, as folhas de guaco, as fatias de limão e ferva por 15 minutos.

Espere amornar, acrescente o mel, misture e transfira para um recipiente escuro, de preferência vidro esterilizado, e tampe.

Consuma até quatro colheres (sopa) por dia de xarope, porém, não ultrapasse 30 dias.

Dica: caso não tenha um vidro escuro pode utilizar um transparente, mas enrole um papel alumínio em volta dele.
Efeitos colaterais e contraindicações
O consumo em excesso do guaco, em doses excessivas e por longo período, pode provocar aumento no batimento cardíaco, diarreia, vômito e até quadros de hemorragia.

Gestantes, lactantes, crianças menores de dois anos, pessoas com doença hepática (fígado) não devem consumir o chá e/ou xarope de guaco.

Além disso, mulheres no período menstrual (TPM) também não devem consumir, pois pode aumentar o fluxo. 

Por fim, quem toma medicamentos anticoagulantes, antibióticos e quimioterápicos deve evitar o guaco, pois pode cortar o efeito dos remédios.


Advertisement