Pão de sementes: sem farinha, sem fermento e sem ovos

- 10:43 AM


 



Este pão de sementes é uma opção integral, rico em proteínas, saudável e nutritivo.


 

Substituir o pão branco por versões integrais é um dos principais cuidados para quem deseja manter uma alimentação saudável e perder peso.


Afinal, a farinha de trigo branca, utilizada como base de pães e massas, está sendo relacionada cada vez mais a diferentes problemas de saúde.


Por sua vez, acaba comprometendo a saúde de uma maneira geral e nociva, podendo causar doenças secundárias.


Dentres os vários problemas, citamos os mais comuns, como:


Aumento das taxas de colesterol ruim (LDL);

Desequilíbrio das taxas de açúcar no sangue (diabetes);

Obesidade;

Inflamações;

Problemas digestivos;

Perda de massa óssea.


Todavia, existem opções com diferentes ingredientes para um pão mais saudável, como sementes, grãos, cereais e oleaginosas.


 


  

Essa é uma tendência da panificação e, além de tornar o pão mais saudável e nutritivo, esses ingredientes fornecem vários benefícios para a saúde.


Portanto, veja a seguir como fazer um pão de sementes diferente do tradicional pãozinho do dia a dia e sem usar nenhum tipo de farinha.


Vamos à receita, vale a pena experimentar!


Pão de sementes

Esse pão de sementes é uma opção integral sem farinha, sem glúten e sem fermento.



Outra vantagem é que você pode fazer “rolinhos” com ele, congelar e assar quando for consumir.


Ingredientes:


200 g de aveia sem glúten 

3 colheres (sopa) de sementes de abóbora

3 colheres(sopa) de flocos de milho

⅓ de xícara de sementes de gergelim 

4 colheres de (sopa) de sementes de girassol 

2 colheres de (sopa) de sementes de chia 

1/2 xícara de sementes de linhaça

2 colheres (sopa) de psyllium – caso não tenha ou não encontre para comprar, adicione um pouco mais de sementes de chia

1/2 colher (chá) de sal

450 ml de água

Modo de preparo:


Coloque todos os ingredientes em uma tigela de vidro, misture bem, adicione a água e deixe repousar por dois minutos.


Em seguida, mexa novamente até integrar todas as sementes e formar uma massa consistente.


Umedeça as mãos com um pouco de água e modele a massa no formato de um pão redondo ou oval.


Asse em forno preaquecido a 200ºC por uma hora e sirva como preferir.



Saiba mais sobre as sementes utilizadas neste pão:



Aveia

A aveia é rica em fibras, vitaminas e carboidratos que ajudam a fornecer energia diária para o corpo.


Também auxilia na redução das taxas de colesterol ruim (LDL), reduz a pressão arterial, deixa a digestão mais lenta e ajuda no emagrecimento.


Sementes de abóbora

As sementes de abóbora possuem vitaminas A, do complexo B, cálcio, fósforo, ferro, zinco e magnésio.


Também são ricas em fibras, favorecendo o trânsito intestinal, contribuindo para uma boa digestão.


Outra vantagem dessas sementes é que elas causam sensação de saciedade, evitando refeições fora de hora e auxiliando na perda de peso.


Além disso, contêm proteínas que ajudam a estabilizar os níveis de açúcar no sangue e fitoesteróis,  que reduzem a taxa de colesterol ruim (LDL).


Desse modo, são indicadas para pessoas obesas, diabéticas, resistentes à insulina, além de diminuir os riscos de infarto e AVC.


Flocos de milho

O flocos de milho é rico em zinco, um mineral essencial para a saúde, além de ser fonte de betacaroteno e carboidratos.


Por isso, ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue, colesterol ruim, previne problemas cardíacos e melhora o funcionamento do intestino.


Gergelim

As sementes de gergelim contêm uma substância chamada sesamina, que ajuda a prevenir o colesterol ruim.


Também é fonte de ácidos  graxos poli-insaturados e vitamina E, agindo como anti-inflamatório e antioxidante.


Desse modo, relaxa os vasos sanguíneos e ajuda a controlar a pressão arterial.


O gergelim é rico em fibras, por isso, melhora a função intestinal e causa sensação de saciedade, contribuindo para a perda de peso.


Por fim, por ser rico em cálcio, fósforo e magnésio, o gergelim mantém a saúde óssea.


Girassol

As sementes de girassol são ricas em fibras, proteínas, vitamina E, magnésio, selênio e antioxidantes.


Elas ajudam a controlar as taxas de colesterol ruim no sangue, causa sensação de saciedade e tem ação desintoxicante.


Chia

A chia é rica em fibras, ômegas 3 e 6 e, por isso, ajudam a combater o colesterol ruim, diabetes, auxilia na perda de peso e tem efeito detox.


Linhaça

A linhaça é rica em fibras, ômega 3, minerais como cálcio, ferro, fósforo, magnésio, manganês e zinco, além de carboidratos e proteínas.


Devido a esses nutrientes, proporciona os seguintes benefícios:


Ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue;

Reduz os níveis de colesterol ruim (LDL);

Aumenta o colesterol bom (HDL);

Previne a elevação da pressão arterial;

Causa sensação de saciedade, ajudando na perda de peso;

Estimula o funcionamento do intestino, evitando a prisão de ventre. 

Psyllium

O psyllium é fonte de fibras e, por isso, causa sensação de saciedade, previne a prisão de ventre e melhora a flora intestinal.


Também ajuda a controlar a glicemia, pois as fibras retardam a absorção do açúcar pelo corpo, além de controlar os níveis de colesterol ruim e triglicerídeos.




Via:Cura Pela Natureza

Advertisement