Um exercício, 4 minutos, 28 dias – um novo corpo

- 6:09 PM


 





É um dos treinos mais poderosos para definir os músculos das nádegas, braços e pernas.


Ele derrete depósitos de gordura e fortalece os músculos internos e externos das costas e do abdome.


Este método, também conhecido como “desafio da prancha”, foi projetado para durar apenas quatro semanas.


O bom é que seu nível de dificuldade aumenta gradualmente, com a sequência dos dias de treino.


No primeiro dia, são apenas 20 segundos e o objetivo é progredir dia a dia até atingir quatro minutos sem interrupção.


À medida que a força muscular aumentar, na fase final o corpo estará mais resistente.


O mais importante deste exercício é fazê-lo corretamente. 


Eleva-se o corpo à semelhança de uma prancha e apoiam-se as mãos, os braços e os dedos dos pés no solo.






É essencial levantar a parte superior do corpo e ficar em uma linha reta.


Veja o vídeo abaixo.


Mesmo em inglês, é possível entender qual é a posição correta.


A seguir, continuaremos com a nossa explicação.







Depois do que viu, não há mais dúvidas em relação à posição certa, não é mesmo?


Então você já pode começar.


O ideal é praticar de manhã.


Veja abaixo o tempo de prática do 1º ao 28º dia:


Dia 1 – 20 segundos


Dia 2 – 20 segundos


Dia 3 – 30 segundos


Dia 4 – 30 segundos


Dia 5 – 40 segundos


Dia 6 – Descansar


Dia 7 – 45 segundos


Dia 8 – 45 segundos


Dia 9 – 60 segundos


Dia 10 – 60 segundos


Dia 11 – 60 segundos


Dia 12 – 90 segundos


Dia 13 – Descansar 


ia 14 – 90 segundos


Dia 15 – 90 segundos


Dia 16 – 120 segundos


Dia 17 – 120 segundos


Dia 18 – 150 segundos


Dia 19 – Descansar


Dia 20 – 150 segundos


Dia 21 – 150 segundos


Dia 22 – 180 segundos


Dia 23 – 180 segundos


Dia 24 – 210 segundos


Dia 25 – descansar


Dia 26 – 210 segundos


Dia 27 – 240 segundos


Dia 28 – mais de 240 segundos e manter-se na posição tanto quanto possível.


Importante!


Não podem fazer este desafio pessoas com problemas sérios de saúde e com desvios de coluna.


Hipertensos e cardiopatas também não devem praticá-lo. 





Via:Cura Pela Natureza


Advertisement