Xarope de babosa: tratamento natural para doença do refluxo gastroesofágico - Tudo pela Cura

Xarope de babosa: tratamento natural para doença do refluxo gastroesofágico

- 2:30 PM


 



Este xarope é tão eficaz para refluxo quanto os remédios omeprazol e ranitidina.


 

O refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma doença que atinge cerca de 12 a 20% da população brasileira, segundo a Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia (SBMDN).


Essa condição consiste no retorno do conteúdo estomacal, incluindo a bile e ácidos, do estômago para o esôfago.


A DRGE tem como causas mais comuns possíveis alterações no esfíncter que separa o esôfago do estômago em hérnia de hiato.


No primeiro caso, o esfíncter atua como uma válvula que impede o retorno dos alimentos.



Porém quando sofre alguma alteração, o conteúdo do estômago retorna facilmente.


A hérnia de hiato também facilita a transição do conteúdo do estômago para o esôfago.


Além disso, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, refrigerantes, alimentos ácidos, café, chá preto, chá mate, molho de tomate também podem causar o refluxo.


Em relação aos sintomas da DRGE, as principais são:


Azia ou queimação: se inicia na boca do estômago podendo chegar na garganta;

Intensa dor torácica.

Já entre os fatores de risco, está a obesidade, aumento da pressão arterial e refeições volumosas à noite, principalmente antes de deitar.



Mas, ao ser diagnosticado precocemente e iniciado o tratamento, é possível manter uma qualidade de vida  e bem-estar sem maiores complicações.


Como complemento do tratamento, a natureza oferece várias plantas medicinais e uma delas é a babosa, conhecida como aloe vera.


De acordo com estudos científicos, a babosa, quando combinada com mel feito um xarope, ajuda no tratamento dos sintomas da DRGE.


Benefícios do xarope de babosa

Um ensaio clínico feito pela Universidade Baqiyatallah de Ciências Médicas, do Irã, avaliou a eficácia e segurança do xarope de babosa para o tratamento da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE).


O estudo também teve como objetivo comparar os efeitos da babosa com os do omeprazol e ranitidina no tratamento dos sintomas da DRGE.


Na ocasião, 79 pessoas foram divididas em três grupos, sendo eles:


Grupo 1: consumiu uma colher (sopa) de xarope de babosa ao dia por quatro semanas.

Grupo 2: tomou um comprimido de 20mg de omeprazol ao dia por quatro semanas.

Grupo 3: esse grupo tomou dois comprimidos de ranitidina ao dia, sendo um comprimido de 150 mg pela manhã (em jejum) e um comprimido de 150 mg à noite, meia hora antes de dormir, também por quatro semanas.

Após o período de avaliação (quatro semanas), o xarope de babosa foi seguro, bem tolerado e melhor nos seguintes sintomas:


Arroto;

Azia;

Náusea;

Vômito;

Flatulência;

Regurgitação alimentar;

Regurgitação ácida.

Já contra a disfagia todos apresentaram bons resultados, porém, o omeprazol e a ranitidina foram mais eficazes do que a babosa.


Regurgitação alimentar:  trata-se do refluxo de comida do estômago ou esôfago que ocorre de forma involuntária, sem esforço e sem rejeição.

Regurgitação ácida: é a sensação do líquido do estômago subindo pelo peito e, podendo chegar até a boca.

Disfagia: é a dificuldade de engolir alimentos e/ou líquidos, onde o indivíduo fica com a sensação de que algo está “arranhando” ou “preso” na garganta.

Benefícios da babosa

A babosa, ou aloe vera, é fonte de vitaminas A, B e C, enzimas e aminoácidos que ajudam a melhorar a saúde digestiva.


Por isso, ajuda a reduzir a inflamação causada pela gastrite, alivia os sintomas de hérnia de hiato e melhora a digestão.


Também,por conter propriedades calmantes, ajuda a aliviar a dor e a queimação causada pelo refluxo.


A aloína presente na planta possui propriedades laxantes e estimula os movimentos intestinais, prevenindo também a constipação (prisão de ventre).


Além disso, a babosa possui propriedades antibacterianas e, por isso, estimula o sistema imunológico a enfrentar qualquer micro-organismo que possa prejudicar o sistema gastrointestinal.


Benefícios do mel

O mel possui vitaminas A, do complexo B, C e E, cálcio, cloro, ferro, magnésio, potássio e zinco.


Também tem ação anti-inflamatória, antibactericida, analgésica, imunológica e função laxativa.


Desse modo, auxilia no tratamento de doenças relacionadas ao sistema gastrointestinal, como refluxo, gastrite, úlcera e má digestão.


Além disso, o mel é um prebiótico e, com isso, ajuda  a nutrir as bactérias do bem que vivem no intestino, melhorando a flora intestinal.


Xarope de babosa (aloe vera)

Este xarope natural de babosa é eficaz e auxilia no tratamento dos sintomas da doença de refluxo gastroesofágico.


Ingredientes:

3 a 5 folhas de babosa dependendo do tamanho – é necessário 1 metro da planta

½ kg de mel de abelhas puro – veja aqui como identificar se o mel é puro ou adulterado

3 colheres (sopa) de uma bebida destilada (aguardente, cachaça, vodka ou whisky) – ajuda na conservação

Modo de preparo:

Lave as folhas da babosa, retire os espinhos da lateral da planta utilizando uma faca e corte a folha em pedaços menores e iguais – não precisa remover a casca.


Em seguida, coloque no liquidificador, adicione o mel, a bebida destilada e bata bem até obter uma substância homogênea.


Armazene em um vidro escuro esterilizado e com tampa – caso não tenha um recipiente escuro, enrole um papel alumínio em volta do frasco.


Deixe em um local seco, fresco e arejado – não precisa conservar na geladeira, mas, caso queira, cubra o vidro com um pano escuro.


Após a preparação, aguarde dois dias para iniciar o consumo.


Modo de consumo:

Tome uma colher (sopa) desse xarope três vezes ao dia, sempre 20 minutos antes das principais refeições (café da manhã, almoço e jantar).


Além disso, sempre antes de consumir, agite o vidro para que as propriedades do mel e da babosa se misturem.


Importante

É de extrema importância que você fale ao seu médico que está consumindo esse xarope, principalmente se estiver tomando algum medicamento.


Além disso, jamais substitua o tratamento indicado pelo médico e use o xarope de babosa como um complemento.


Gestantes, lactantes, diabéticos e crianças não devem consumir esse remédio.

🤩 M O D A D O M O M E N T O 🤩 Quer aprender hoje a plantar a sua 🌳 Árvores Frutíferas no Vaso❓🍌🍊🍎 ​Faça a sua inscrição aqui ↪️✅ bit.ly/saibamais___arvoresfrutiferasnovaso 💚 🌱 Árvores Frutíferas para serem cultivadas dentro de casa ou apartamento ,na sala , cozinha, na varanda ou quintal.











Veja mais:Cura Pela Natureza


Advertisement