O Infarto também apresenta sintomas pouco conhecidos. Descubra quais. - Tudo pela Cura

O Infarto também apresenta sintomas pouco conhecidos. Descubra quais.

- 7:19 AM



Milhares de vidas poderiam ser salvas se as pessoas soubessem como identificar os primeiros sinais de um ataque cardíaco.

Médicos britânicos estão fazendo uma campanha para que as pessoas fiquem mais atentas aos primeiros sintomas comuns do infarto, como sudorese e aperto no peito. Caso você sinta algum deles, ligue para o número de emergência 192 (no Brasil).

A campanha foi lançada depois que um levantamento mostrou que menos da metade das pessoas sabia identificar alguns dos sinais.

Em pesquisa brtiânica levantou que apenas 41% das pessoas sabem que a transpiração é um dos primeiros sintomas, e 27% estão cientes que tontura, sensação de fraqueza ou desconforto também são comuns.

Segundo a NHS, os sintomas de um ataque cardíaco podem incluir:

– Dor no peito — uma sensação de pressão, peso, aperto ou compressão no peito;

Dor em outras partes do corpo — pode parecer que a dor está se espalhando do peito para os braços (geralmente o braço esquerdo é afetado, mas pode afetar ambos os braços), mandíbula, pescoço, costas e abdômen;

– Sensação de tontura ou atordoamento;

– Sudorese;

– Falta de ar;

– Sentir-se enjoado ou vomitar;

– Uma sensação forte de ansiedade (semelhante a ter um ataque de pânico);

– Tosse ou chiado;


Embora a dor no peito seja muitas vezes intensa, algumas pessoas podem sentir apenas uma dor leve, semelhante a uma indigestão.

Apesar do sintoma mais comum de um ataque cardíaco em homens e mulheres ser a dor no peito, as mulheres são mais propensas a apresentar outros sintomas, como falta de ar, náusea/vômito e dor nas costas ou na mandíbula.

Stephen Powis, diretor médico do NHS England, afirmou que milhares de mortes podem ser evitadas com tratamento precoce se as pessoas reconhecerem estes sinais vitais.

“Infelizmente, as doenças cardiovasculares causam um quarto de todas as mortes no país, e identificamos esta como a maior área em que podemos salvar vidas na próxima década”.

Parada cardíaca x Infarto

A campanha também explica que parada cardíaca não é o mesmo que infarto. Quem sofre uma parada cardíaca geralmente morre em questão de minutos se não receber tratamento. Um ataque cardíaco pode levar a uma parada cardíaca.

“Eu luto com a saúde do meu coração há um tempo e, desde que tive um infarto, realmente abri meus olhos para o impacto que isso teve na minha vida.”, diz o ator Richard Wilson, que apoia a campanha. “Fiquei mais cansado, sou capaz de andar menos e minha memória também sofreu. A parte mais assustadora é que, na época, eu não sabia o suficiente sobre ataques cardíacos ou a saúde do coração.”


Via: Greenme 

Advertisement