Eles criticam o padre por dar missa com seu cachorro doente. Ele não queria deixá-lo em casa sozinho - Tudo pela Cura

Eles criticam o padre por dar missa com seu cachorro doente. Ele não queria deixá-lo em casa sozinho

- 10:49 AM

 




Aqueles de nós que têm a sorte de ter animais de estimação não ficam alheios ao grande compromisso que adquirimos, à entrega e às despesas que teremos, mas, independentemente disso, realizamos esse infinito ato de amor e os levamos de suas vidas de deficiências, trazendo-os conosco, para fornecer-lhes tudo o que entendemos que eles precisam.

. Mas também é verdade que quando eles estão doentes, nossas ações se multiplicam para estar ao lado deles e cuidar deles.


É o caso deste padre que, com seu grande ato de amor, gerou muitos elogios, mas não menos críticas por adotar uma postura raramente vista, mas que nos mostra quão infinito é o amor que ele não deixa de dar também aos seus paroquianos quanto a este animal que ele considera ser sua família.



Gerardo Zatarain García e mais um ato de amor

Assistir à missa aos domingos é um ato que muitas pessoas realizam para se aproximar da proteção de um ser superior e também para compartilhar os ensinamentos que os representantes de Deus nos ensinam com suas liturgias. Assim aparece em cena o bom samaritano Gerardo Zatarain García, sacerdote da Paróquia de Todos los Santos, localizada na cidade de Torreón Coahuila, no México.



Um dia em uma cerimônia como qualquer outra, este padre apareceu carregando seu cachorrinho no colo, que não só estava doente , mas tendo se mudado para outro local muito recentemente, o bichinho não havia se acostumado.


Diante dessa situação atípica, uma usuária do Twitter que havia assistido à missa resolveu tirar uma foto dela e depois carregá-la em seu Twitter, fazendo um breve comentário sobre a gentileza desse pai que decidiu continuar protegendo seu bichinho sem interromper sua eterno trabalho de amor dando missa.



Maria Nastenka nunca pensou que esse tweet se tornaria viral e geraria muitos comentários. O que mais chamou sua atenção é que muitos eram a favor, mas muitos mais contra a atitude desse clérigo.


Um internauta diria em uma das centenas de mensagens: "Como se esquecesse que foi celebrar a Santa Missa e não ao parque"



 

Essa foto gerou uma grande onda de comentários que não pararam, então Maria foi obrigada a deletar esse Twitt e eliminar rapidamente tanta polêmica.


Claro que havia muito mais a favor da atitude carinhosa deste padre , como a publicada por este outro internauta em que disse: «O pai pediu desculpa, e também explicou que o cachorro estava doente por isso não o podia deixar sozinho, já que ele estava chorando e poderia piorar, por isso o levo à missa com ele».



Agora, se analisarmos o que um padre deve demonstrar a todos os seus seguidores, podemos perceber que o amor exalta qualquer ato a demonstrar. Então levar esse bichinho para uma missa ministrada por ele, onde o bichinho simplesmente sentou no colo dele, não é uma grande demonstração de amor?


Mas algo de cura sempre acontece, e é que, além de deletar seus comentários e a foto, apareceu um número infinito de pessoas que saíram para defender Gerardo e elogiar esse grande ato de amor. O que você acha?

Fonte:Unmillonideas

Advertisement