Gordura no fígado: 5 melhores alimentos para reverter a esteatose (e os 5 piores) - Tudo pela Cura

Gordura no fígado: 5 melhores alimentos para reverter a esteatose (e os 5 piores)

- 5:58 PM

 




Listamos os melhores alimentos para quem tem gordura no fígado e os que precisam ser eliminados da sua dieta.


 

O fígado é o segundo maior órgão do corpo humano, perdendo apenas para a pele.



Ele desempenha inúmeras funções no organismo, sendo a secreção da bile uma das mais importantes.


Ou seja, converte produtos tóxicos, elimina gorduras e micróbios, neutraliza a acidez estomacal e elimina as toxinas


Todavia, alguns hábitos de vida não saudáveis podem comprometer a saúde deste órgão, causando a chamada gordura no fígado.


Podemos citar a falta de atividade física, má alimentação, consumo excessivo de álcool e cigarro.




Mas, também, algumas doenças crônicas como colesterol alto, diabetes e hipertensão também são fatores de risco.


Conhecida na medicina como esteatose hepática, a doença, caracteriza-se como uma condição em que o fígado se torna um depósito de gordura.


Como consequência, o funcionamento do órgão é comprometido e pode resultar em sérias complicações.


Dentre elas, está o câncer de fígado e cirrose.




Já em relação aos sintomas, uma pessoa com fígado gordo pode apresentar:


Dor abdominal;

Inchaço na barriga;

Aumento no tamanho do fígado;

Perda de apetite;

Cansaço excessivo;

Perda de peso sem motivo aparente;

Coceira na pele;

Pele e olhos amarelados;

Fezes esbranquiçada;

Dor de cabeça constante.

Segundo Doutor Márcio Dias de Almeida, do Hospital Nove de Julho, a presença de gordura no fígado é normal até atingir o índice de 5%.


Depois que passar desse percentual, é considerado acima do esperado e precisa de tratamento o mais rápido possível.


Veja aqui 8 avisos que seu fígado dá para lhe dizer que está doente

Qual é o tratamento para gordura no fígado?

Ainda não existem medicamentos específicos que eliminam sozinhos a gordura no fígado.



Todavia, algumas mudanças no estilo de vida colaboram com o tratamento, evitando, assim, o fígado gordo.


E isso pode começar na alimentação, onde você pode inserir alimentos que ajudam e evitando aqueles que prejudicam ainda mais o órgão.


A seguir, listamos os cinco melhores alimentos para quem tem gordura no fígado e os cinco piores, que precisam ser eliminados da sua dieta.


5 melhores alimentos para gordura no fígado

Quem sofre de esteatose hepática deve priorizar alguns alimentos, como o objetivo de melhorar a alimentação e reduzir os níveis de gordura no órgão.


Por isso, consuma mais:


Açafrão (cúrcuma)

O açafrão-da-terra, ou cúrcuma, contém propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.


Dessa forma, ajuda a reduzir a quantidade de moléculas que causam danos ao fígado.


Além disso, previne os níveis elevados de colesterol no sangue e reduz o risco de esteatose hepática.


Segundo estudo da Universidade de Ciências Médicas de Baqiyatallah, no Irã, a curcumina, substância ativa do açafrão, é segura e bem tolerada no tratamento.


Ela estimula a produção e fluxo da bile, contribuindo com a metabolização e eliminação da gordura.


Além disso, o açafrão promove a desintoxicação do fígado, melhorando a sua capacidade enzimática, prevenindo problemas hepáticos​.


Azeite de oliva

O azeite de oliva é rico em compostos fenólicos com propriedades antioxidantes e protetoras.


Por isso, age como um ótimo agente de limpeza para o fígado, prevenindo o acúmulo de gordura no órgão.


Recomenda-se comer quatro colheres (sopa) por dia de azeite – duas no almoço e duas no jantar.


No entanto, dificilmente você irá conseguir consumi-lo puro, por isso, use como tempero na salada.


Frutas

Incluir frutas na dieta é essencial e, algumas, podem contribuir no tratamento de gordura no fígado.


Conheça algumas opções!


Abacate

O abacate é rico em gorduras saudáveis e nutrientes que ajudam a cuidar da saúde hepática.


A fruta contém glutationa, um antioxidante que auxilia na desintoxicação e limpeza do organismo.


Por isso, protege o fígado contra o acúmulo de gordura.


Açaí 

O açaí contém propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, fibras, vitaminas e minerais.


Por isso, possui um efeito significativo na defesa e proteção do fígado, auxiliando, também, na eliminação das toxinas.


No entanto, é necessário consumir a fruta natural e não versões industrializadas e/ou suplementos de açaí.


Lima e/ou limão

A lima e o limão são frutas cítricas ricas em vitamina C, que tem ação enzimática sobre as doenças hepáticas.


Por isso, o consumo dessas frutas, principalmente pela manhã, pode auxiliar na redução de gordura no fígado.


Toranja

A toranja é rica em vitamina C, naringenina e naringina, antioxidantes que protegem o fígado e reduzem a inflamação.


Segundo um estudo da Universidade de Tohoku, no Japão, o suco de toranja pode suprimir os danos ao DNA do fígado.


Dessa forma, diminui os riscos de desenvolver fibrose hepática, uma condição inflamatória que pode ficar acumulada no fígado e impede o acúmulo de gordura.


Uva

Segundo estudo da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o suco de uva é capaz de prevenir a degeneração tecidual no fígado.


Além de aumentar os níveis de antioxidantes, ajudando a combater e prevenir a inflamação no órgão.


As uvas também possuem efeito depurativo no organismo a nível hepático.


Fibras

Os alimentos ricos em fibras ajudam a reduzir os níveis de açúcar no sangue e a absorção de gorduras.


Por conta disso, auxiliam na desintoxicação do fígado, melhorando a saúde do órgão e evitando o acúmulo de gordura.


Dentre as opções que você pode consumir estão:


Grãos integrais;

Aveia;

Linhaça;

Chia;

Nozes;

Castanhas;

Granola;

Folhas verdes como alface e espinafre.

Café

O café contém antioxidantes que ajudam a combater e proteger o corpo contra os danos causados pelos radicais livres.


A bebida também tem efeito  protetor em relação à gordura no fígado, bem como, na redução da cirrose e fibrose hepática.


Um estudo da tailandês realizado pela Universidade Mahidol, conclui que o consumo de café pode diminuir significativamente  o risco de fibrose hepática.


5 piores alimentos para gordura no fígado

Os alimentos que devem ser evitados para não agravar ainda mais o problema são:


Açúcar: evite ou reduza o consumo;

Xarope de milho e frutose: presente em alimentos industrializados, ketchup, mostarda, suco de caixinha, refrigerante, etc;

Farinha de trigo refinada: pães, bolachas, macarrão e massas em geral;

Alimentos ricos em sódio: está presente em molho de tomate, macarrão instantâneo, embutidos, bacon, calabresa, salsicha, salame, linguiça;

Gordura saturada: manteiga, nata, creme de leite, pele de frango, carne de porco, sorvete e pizza.



Fonte: Cura Pela Natureza

Advertisement