Pitaya: 9 benefícios que farão você incluir essa fruta na sua dieta. - Tudo pela Cura

Pitaya: 9 benefícios que farão você incluir essa fruta na sua dieta.

- 6:51 AM






Você conhece a pitaya? 


Originária da América Central e América do Sul, também é conhecida como “fruta do dragão”.


É uma fruta chamativa que nasce de um tipo de cacto-trepador.


Além de ser considerada uma fruta exótica, saborosa e muito atraente, possui vários benefícios para a saúde.



Com uma cor forte e sabor adocicado, a pitaya é fonte de nutrientes essenciais para o nosso organismo, deixando-o mais saudável e nutrido.


A pitaya possui algumas variações em sua aparência, podendo ter a casca rosa e polpa branca, casca e polpa avermelhada, casca amarela e polpa branca.


Embora seja encontrada em diferentes variações de cor, as propriedades nutricionais e sabor têm pouca distinção.


Conheça a seguir os seus benefícios e descubra como consumi-la em um plano alimentar equilibrado.


Antioxidante e anti-inflamatória

A pitaya é rica em compostos antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias, que previnem problemas cardiovasculares.



Além disso, a fruta possui caroteno e licopeno, dois antioxidantes que previnem o envelhecimento celular.


Ademais, o consumo frequente de pitaya proporciona alívio a dores e a inchaços nas articulações.


Fortalece o sistema imunológico

A pitaya é rica em vitamina C, responsável pelo fortalecimento do sistema imunológico.


Além disso, essa vitamina estimula a atividade de outros antioxidantes, ajudando a eliminar os radicais livres.


Reduz o colesterol

A pitaya ajuda na redução dos níveis de colesterol ruim (LDL) e no aumento do colesterol bom (HDL).


Com isso, o consumo regular da fruta previne doenças cardíacas e também a hipertensão.


Ajuda no tratamento do diabetes

A pitaya é rica em fibras solúveis que ajudam a regular os níveis glicêmicos.


Dessa forma, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, reduzindo os picos de glicose.


Melhora o trânsito intestinal

As fibras presentes na pitaya também ajudam no bom funcionamento do intestino, pois estimulam o crescimento da flora intestinal.


Além disso, contribui para o processo de desintoxicação, pois minimiza os efeitos de substâncias tóxicas no organismo.


Ajuda a emagrecer

Devido à boa quantidade de fibras solúveis, a pitaya causa sensação de saciedade, auxiliando no processo de emagrecimento.


Ademais, a fruta é rica em tiramina, composto que inibe naturalmente o apetite por doces.


É antibacteriana e antifúngica

A pitaya contém propriedades que ajudam a aumentar a produção de glóbulos brancos.


São eles os responsáveis em defender o organismo das toxinas e impedir a entrada de fungos e bactérias que causam infecções.


Desse modo, estimula a regeneração das células e acelera o processo de cicatrização.


Combate a anemia

Por ser rica em ferro, o consumo frequente de pitaya ajuda na prevenção e tratamento da anemia.


O ferro é um mineral essencial para o organismo, pois atua no transporte de oxigênio para as células.


Faz bem para a pele e cabelos

A pitaya pode ser aplicada no tratamento de acne, queimadura causada pelo sol e cabelos ressecados.


Devido à grande quantidade de vitamina C, ajuda na produção de colágeno.


Com isso, fortalece as estruturas musculares e a pele, deixando com mais elasticidade, saudável e brilhosa.


Para o tratamento de acne você deve cortar um pedaço da polpa da fruta, amassar até obter uma pasta homogênea e aplicar no rosto.


Deixe agir na pele por alguns minutos e depois enxágue com água corrente.


Já para as queimaduras solares, misture a polpa amassada da fruta com suco de pepino e mel.


Em seguida, passe sobre a área afetada.


Essa combinação ajuda a hidratar a pele e oferece vitaminas para proteger a região queimada.


Nos cabelos, o efeito da pitaya é benéfico para quem faz tratamentos químicos, como a coloração.


Aplique o suco de pitaya no couro cabeludo.


Ele ajudará a manter os folículos capilares abertos, permitindo que os cabelos respirem melhor e fiquem macios.


Como consumir a pitaya?

A pitaya pode ser encontrada em supermercados e feiras de hortifrúti.


E exisrem várias maneiras de consumir essa fruta saborosa e nutritiva no dia a dia.


Veja algumas formas bem práticas:


In natura: a pitaya pode ser consumida em sua forma natural, porém apenas a polpa deve ser consumida.

Suco: você pode preparar um suco com a polpa de pitaya adicionando outros ingredientes como água de coco, folhas de hortelã e gengibre.

Smoothie: acrescente bananas congeladas com a polpa de pitaya e faça um delicioso smoothie.

Como plantar

Cultivar pitaya no Brasil não é tão difícil, com exceção da versão amarela, pois é mais difícil de encontrar.


O método mais prático do plantio é utilizar mudas, que é um dos galhos da planta, que irá gerar outro pé.


A muda pode ser comprada ou, se você conhece alguém que já produz a fruta, pode conseguir com essa pessoa.


Porém, como a planta é uma forma de trepadeira, precisa plantá-la em um local onde tenha um suporte para ela se “agarrar”.


O suporte pode ser feito de madeira, precisa estar enterrado a mais ou menos 50 centímetros e ter aproximadamente dois metros de altura.


A muda deve ser plantada com os espinhos para cima, enterrando-a em média cinco centímetros.


Além disso, ela possui três lados: dois curvados e um reto, sendo este último o que deve estar em contato com o suporte.


Depois amarre a muda no suporte com um barbante para garantir a sustentação.


Plante em um local que receba sol e regue de uma a duas vezes por semana, porém não encharque o solo.


A época recomendada para o plantio é no mês de setembro e as frutas começam a ser produzidas entre um e três anos.


A colheita geralmente se dá entre os meses de janeiro a maio. 


Fonte:Cura Pela Natureza

Advertisement